Lá no Reggae

SHÁ LA LA LA LA
SHÁ LA LA LA LA, LÁ NO REGGAE

OH! COR INGÊNUA
NÃO FIQUE ESPERANDO
O TEMPO PASSAR,
A COR DO TEMPO
INTERFERE NA COR DESSA FLOR
SE O TEMPO NÃO PASSA.
GRITOS DO MUNDO
QUE ECOAM NO FUNDO
DA SOLIDÃO,
ACENDA A CHAMA
DO SEU CORAÇÃO
E NAVEGUE NO MAR DESSE REGGAE.

OH! COR INGENUA
QUE ALIMENTA O GRÃO
QUE O VIZIR MANDAR,
QUE TRAZ NO SAL DO SUOR
A SEMENTE DA MASSA
QUE A MASSA DEVORA.
VAI PASSAR, ASSIM QUE ALCANÇAR ESSE REGGAE,
VAI PASSAR, ASSIM QUE ESSE REGGAE PASSAR.

AIÔ, IÔ, AIÔ, IÔ,
AIÔ, IÔ, IÔ, IÔ.
(Autor Beto Kauê)